Notícias

NOTA DE REPÚDIO

O Sindipúblico repudia a propaganda lançada no último dia 17 pelo Governo do Estado de Goiás, causando uma desnecessária e falaciosa exposição, culpabilizando o servidor público como maior causa da atual situação fiscal do estado.

O governo esquece de mencionar no seu vídeo que o pagamento dos servidores nas áreas que ele diz priorizar (saúde, educação e segurança pública), bem como os servidores das áreas administrativas, são os responsáveis para que essas políticas públicas sejam executadas para chegarem a todos os cidadãos do estado. O senhor governador esquece que pagamento de servidores não se configura despesa e sim investimento, pois, servidores que têm seus direitos assegurados, prestarão melhores serviços a população.

Colocar a culpa no funcionalismo público como causador da quebra dos cofres públicos e possível causador de falência do estado é desonesta. Com a folha de pagamento são custeados os gastos para que os serviços cheguem nos 246 municípios do estado atendendo bem às necessidades dos cidadãos goianos.

O servidor não deve levar a culpa, outra vez, por algo que compete apenas ao estado resolver e administrar. É hora de buscar alternativas para mudar a situação fiscal do estado, como, por exemplo, a revisão e diminuição de incentivos fiscais. Somente no ano de 2018 o estado teve renúncia no valor de R$7,862 bilhões.

O Governador Ronaldo Caiado, desde a sua eleição, fala em revisão dos benefícios, mas o que vemos na elaboração da LOA – Lei Orçamentária Anual (para 2020) é que o governo, mesmo em situação de calamidade financeira, tem previsto 8,2 bilhões em incentivos fiscais.

No próximo ano, Goiás enfrentará um dos maiores déficits do país, com 3,6 bilhões. Se não fossem os incentivos fiscais o estado ficaria com superávit de 4,6 bilhões. Deste jeito o bolo nunca cresce. Se aumenta a família precisa aumentar o bolo governador.

Diante desta situação, exigimos respeito para com os servidores que são os responsáveis por manter as engrenagens do estado funcionando. Exigimos respeito do Governador Ronaldo Caiado e o reconhecimento da importância dos servidores públicos. Repudiamos toda e qualquer tentativa de culpar os servidores pelo mau uso do dinheiro público.

Fonte: Assessoria de Comunicação 



Postado em 19/11/2019 Por Ana Luíza Carvalho