Topo
Entre em contato com o SINDI PÚBLICO (62) 3229-1664
Esqueceu a senha? / Cadastre-se

Últimas Notícias

Nota de repúdio: Nomeação de ex-prefeitos para cargos comissionados

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading ... Loading ...



Em resposta à reportagem veiculada na edição de hoje, 7, do O Popular a respeito da nomeação de ex-prefeitos para cargos comissionados, o Sindipúblico Goiás reforça o seu posicionamento acerca do episódio: acreditamos que a lista de nomeações para o Vapt Vupt e Detran não se trata de um erro por parte do governo, mas sim como uma forma de utilizar as vagas disponíveis no serviço público para garantir aliados nas próximas eleições.

Defendemos que estes cargos públicos sejam preenchidos por meio de processo seletivo público com total transparência, o que garantiria que a população interessada tenha o direito de concorrer as vagas oferecidas.

Não bastasse a criação de cerca de 800 cargos comissionados em março deste ano por meio de emenda jabuti na Assembleia Legislativa, agora o governo estadual tenta distribuir estes cargos entre ex-prefeitos, ex-primeiras-damas e filhos de prefeitos de várias cidades espalhadas pelo estado.

ENTENDA

Na edição de ontem (7) do Diário Oficial da União (DOU), o governo estadual voltou a publicar a nomeação de 15 ex-prefeitos derrotados nas últimas eleições – como havia feito na edição do DOU publicada no dia 20 do último mês – quando nomeou cerca de 78.

Na ocasião, após contato da reportagem do jornal O Popular a assessoria do governo de Goiás alegou um erro nas nomeações; a mesma justificativa foi atribuída desta vez para a nova lista divulgada.

Essas nomeações políticas soam no mínimo estranhas. Se houve um erro na primeira vez, porque então o Governador voltou a realiza-las cometendo o mesmo “erro”? A resposta é simples: foi uma nova tentativa, sem sucesso, de realizar as nomeações sem que a opinião pública fosse alertada pela imprensa!

INFORMA

Luiz Henrique Martins – Assessoria de Comunicação do Sindipúblico

Deixe um comentário

Deixe uma resposta