Na última semana sete estados, incluindo Goiás, solicitaram ao Supremo Tribunal Federal (STF) o apoio nos dispositivos previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal que prevê a redução da jornada de trabalho e respectivos salários dos servidores públicos estaduais.

Diante disso, o Presidente do Sindipúblico, Nylo Sérgio, se reuniu na sexta-feira (08) com o Secretário de Administração do Estado, Pedro Henrique Ramos Sales, solicitando que esta redução seja feita de forma opcional, por parte do servidor, e não de forma compulsória por parte do governo, conforme prevê a solicitação enviada pelo estado ao STF.

Ainda na sexta (08) o Presidente Nylo Sérgio concedeu entrevista à Folha de São Paulo onde defendeu a redução de forma voluntária, como já ocorria, e destacou a economia nos cofres do governo ao realizar a redução da carga horária e respectivos salários dos servidores.

Em matéria veiculada no Jornal Opção nesta segunda (11) foi destacado a proposta enviada pelo Presidente Nylo Sérgio à Secretaria de Administração do Estado. Nylo Sérgio justifica que a redução da carga horária beneficia alguns servidores em situações excepcionais, por este motivo, deve ser realizada por vontade do próprio servidor.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação